Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

Há um propósito para o sofrimento? – Parte 2

Imagem
Por que o mal existe? Na primeira parte deste estudo, vimos que o mal que nos atinge não é resultado de uma punição divina por nossas ações e omissões. Entendemos que, em sua essência, Deus é um Pai amoroso e gracioso, cujos planos para nossas vidas são formidáveis. No entanto, tal constatação ainda não responde nossa questão inicial. Se as tribulações que enfrentamos não são resultado de uma ação de Deus, para nos castigar ou nos ensinar algo, por que, então, estas nos sobrevêm? Para compreender porque estamos sujeitos a sofrimentos e aflições, é preciso, inicialmente, entender que vivemos num mundo dominado pelo mal, um mundo cujo príncipe é Satanás, pois está escrito: Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno .  (1 João 5:19) Quando Jesus foi tentado pelo diabo, este o  levou a um lugar alto e mostrou-lhe rapidamente todos os reinos do mundo, dizendo-lhe: Eu lhe darei toda a autoridade sobre eles e todo o seu esplendor,

Há um propósito para o sofrimento?

Imagem
Muitos de nós já fizemos esta pergunta em algum momento da vida, a nós mesmos ou ao próprio Deus.  O livro de Salmos traz vários textos em que os autores indagam, clamam, suplicam ao Criador diante de angústias e sofrimentos, ansiando receberem respostas de Deus para suas aflições. No salmo 10, o salmista, se sentindo visivelmente abandonado por Deus, questiona: “Senhor, por que estás tão longe? Por que te escondes em tempos de angústia?” (Salmo 10:1). Consigo imaginar as lágrimas lavando o rosto do salmista enquanto compunha este verso... Recentemente, perdi meu filho recém-nascido e perguntei diversas vezes a Deus o motivo  pelo qual fui afligida com essa dor tão aguda e, para mim, sem sentido. Por vezes, nossa alma abatida pode imaginar que Deus nos esqueceu, que Ele deixou de nos ouvir, e que Ele não responde mais às nossas orações. O fato de sermos feitos filhos de Deus, através da morte e ressurreição de Cristo, nos torna íntimos do Pai, a ponto de nós derram