Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

A parábola dos talentos: uma breve reflexão.

Imagem
No Evangelho de Mateus, Jesus nos conta a parábola dos talentos*. Ele usa a seguinte ilustração para nos ensinar como funciona o Reino de Deus: E também será como um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida partiu de viagem. O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, aplicou-os, e ganhou mais cinco. Também o que tinha dois talentos ganhou mais dois. Mas o que tinha recebido um talento saiu, cavou um buraco no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor. Depois de muito tempo o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles. O que tinha recebido cinco talentos trouxe os outros cinco e disse: "O senhor me confiou cinco talentos; veja, eu ganhei mais cinco". O senhor respondeu: "Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!&

Saciando a sede da alma

Imagem
Nos últimos textos, temos refletido sobre a vida cristã como uma grande corrida. Para concluirmos esta corrida, precisamos nos preparar, assim como um atleta se prepara para uma competição. Já vimos a importância de estarmos bem alimentados, instruídos na Palavra de Deus, que é o nosso pão diário. Hoje vamos meditar um pouco sobre a importância da ação do Espírito Santo em nós durante nossa maratona espiritual. No antigo testamento, havia a promessa de derramamento do Espírito Santo sobre toda a carne, assim como água em terra seca: Pois derramarei água na terra sedenta, e torrentes na terra seca; derramarei meu Espírito sobre sua prole, e minha bênção sobre seus descendentes . (Isaías 44:3) Mais tarde, o próprio Jesus compara o Espírito Santo à água: "Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva". Ele estava se referindo ao Espírito, que mais tarde receberiam os que nele cressem . (João 7:38,39) No encontro com a mulher